Category: Roadtrip

Indian Creek

^ Entardecer em Indian Creek. Em mais de vinte anos de “vida montanhística” fiz muitas trips de escalada por esse mundão, mas duas em particular foram especiais para mim: a primeira foi em 2000 quando fui para Serra do Cipó (MG) com o escalador Antônio Nery e descobri que “a

Férias na Disney, na Disney dos geólogos: Islândia!

Pausa para uma foto na Ring Road 1. Ao fundo, a geleira Vatnajökull, a maior geleira da Europa. Para quem não sabe, eu não sou fotógrafo profissional, não vivo disso e nem ganho grana com isso. Muito pelo contrário, só gasto. Profissionalmente sou formando em Geologia pela UFRGS (Universidade Federal

Cipó, o retorno

A última vez que estive na Serra do Cipó (MG) foi em abril de 2013. Naquela ocasião, fomos Felipera (Felipe Alves), Afeto e eu num carro, mais o Dunada e o Chuck Nóia numa dupla à parte. Desde então, nunca mais voltei ao Cipó. As razões foram as mais variadas:

Arenales – Final push (Parte 3 de 3)

^ Cajón de Los Arenales. No sábado, o tempo firmou de vez, mas de longe ainda era visível várias “tiras” de água nas paredes e muita neve nas partes mais alta. Assim, resolvemos encarar uma escalada mais baixa, por uma via que já estava seca, a via “Mujeres, tequila y

Arenales – As escaladas (Parte 2 de 3)

^ As montanhas de granito de Arenales. No primeiro dia de escalada, além do cansaço acumulado da semana, senti um pouco os efeitos da altitude. Se eu me levantasse rápido, rolava uma tonteira… Por isso, achamos que a melhor estratégia seria fazer uma aclimatação. Assim, decidimos escalar a Agulha Carlos

Arenales – A viagem (Parte 1 de 3)

^ Noite de lua cheia no Cajón de Los Arenales. A primeira vez que ouvi falar de Los Arenales (Argentina) foi no final dos anos noventa, quando o meu amigo Rodrigo Matzenbacker voltou de lá maravilhado com as excelentes fendas de granito da região. E desde então, Arenales entrou na minha

Roadtrip Paraná (e Santa Catarina), o filme

Em 2010, eu e o Rebit fizemos uma roadtrip de duas semanas pelos principais points de escalada do Paraná e Santa Catarina. Rodamos por Macarrão, Cucucaca, Corupá (SC) e, ainda de quebra, nos destruímos no Festival de Boulder da Conquista. E só agora, 4 anos depois, o Rebit criou vergonha

Hawaiian dream

Foto panorâmica de Hanauma Bay ao amanhecer, Oahu. Lá na casa da minha mãe, em Ivoti, até a pouco tempo, tinha um pé de Hibiscus (a flor símbolo do Hawaii) em frente a janela do meu quarto. A minha mãe plantou porque o sonho dela era morar num lugar (quente)

Au revoir Céüse!

Céüse num lindo dia de sol. Todos os dias, nas últimas duas semanas, a minha primeira obrigação da manhã era assim que acordar, com a cara amassada, caminhar pelo camping dando bonjour a quem estivesse pela frente até o escritório do camping e falar com voz de sono: – Bonjour! S’il

Orpierre, a falésia injustiçada

Escaladora trabalhando um 8b no setor Chateau. Aqui perto de Céüse, a uns 40km, tem uma área de escalada que se chama Orpierre. A primeira vez que eu ouvi falar desse lugar foi pelo Kava que foi enfático ao dizer que o lugar era uma merda. Depois, ouvi a mesma

Fechar Menu