Calogi em FX

Escalar na Espanha é legal, mas o Calogi ainda é a minha segunda casa. A primeira casa é o Behne (RS), lá onde tudo começou. É ruim deixar aquele mar de calcário e voltar para o bom e velho granitão, mas não reclamo! Gosto de abrir as vias, provar os projetos, arrumar a trilha e escalar com os amigos!

A volta ao Calogi, em termos fotográficos, foi em grande estilo. Nessa trip, fiz um upgrade no meu corpo (da câmera) e migrei para uma full-frame (FX), mais especificamente para uma Nikon D600.

A câmera é absolutamente fantástica! É tão fantástica que hoje nem escalei direito. Fique mais fotografando à rodo  a galera! Foram umas 150 (!!!!!) fotos em 3h!!!! O som do click é simplesmente hipnotizante!!! Osso foi separar as fotos em casa depois….

Anyway, separei algumas para compartilhar com vocês:

Afetones aquecendo na “Expresso da Meia-noite” (8a). A combinação 180mm + FX é estupenda! ISO 125, 180mm,  f/5.6, 1/800.

 

Afeto trabalhando a via “Avalanche” (9c). Essa era uma foto que eu queria fazer há bastante tempo. Sempre que passava pela trilha olhava para essa janela e imaginava uma foto como essa. ISO 1600, 180mm, f/4, 1/125.

Muitos paparazzis em Calogi. Danilo Monstro e sua fisheye registrando tudo de um outro ângulo. ISO 160, 180mm, f/5.6, 1/500.

Era tanta emoção que nem na hora do lanche a câmera ficou de lado. Cardápio de hoje? Lentilha + quinua no vapor com cebolinha e bacon. Hmmmmmmm!!!!! 

Sequência nos cruxes da Avalanche (9c). Crux 1. ISO 1600, 180mm, f/2.8, 1/125. 

Essa passada é fatal! Crux 2! ISO 640, 20mm, f/2.8, 1/160.

Crux 3! Remadas longas em regletes! ISO 640, 20mm, f/2.8, 1/80

Boa semana a todos!

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.