Pedra da Freira

Freira de Biquini (3o, IV, D1, E2, 310m)

Atualizado em: 06/08/2016

Filtrar por


Acesso

A Pedra da Freira está localizada no distrito de Empoçado em Afonso Cláudio, distante a aproximadamente 150km da capital Vitória. Na cidade de Afonso Cláudio, siga em direção a Itarana sempre pela avenida principal.  Procure pela placa para "Empoçado" que fica depois do centro da cidade (1,5km). Siga por essa rodovia por aproximadamente 2,4km, e assim que descer uma serra e chegar na parte baixa, entre à direita em direção à Empoçado. Siga pela estrada de terra por mais 2km até o entroncamento e depois tome à direita. Zere o odômetro neste ponto e siga por mais 2,5km até encontrar uma saída à esquerda. Assim que entrar a esquerda, cruze um drenagem e siga pela estrada precária. Na primeira bifurcação tome à esquerda e logo adiante, quando a estrada chegar numa área aberta, suba pela estrada da direita. Dependendo do carro, talvez seja preciso seguir a pé a partir deste ponto, caso contrário, siga de carro até chegar no ponto mais alto da crista.

Aproximação

Da crista, onde a estrada acaba e de onde é possível ver a pedra (foto da capa), siga em direção à base do costão à esquerda. Não há uma trilha bem definida. No costão suba pela crista até a pedra começar a ganhar inclinação. O início da via não é clara, mas de longe é possível ver um platô destacado e abaixo, outro platô menor, onde ficar há uma parada dupla.

_DSF8490

Tempo

A linha da via fica voltada para face noroeste com sol o dia inteiro no inverno. Nas outras épocas, é possível escalar na sombra sempre fugindo do sol.

Croqui

2015.03.15_Pedra_freira

1a enfiada - Costão bem tranquilo (até mesmo de tênis) até um pequeno platô antes do platô principal.

2a enfiada - Segue em direção ao platô e depois em direção a 1a proteção da via. A parada fica a 60m,

3a enfiada - Segue para cima até a segunda proteção e depois à esquerda em diagonal até a parada. Tem um pequeno esticão até a parada, mas nada demais. 55m

4a enfiada - Enfiada saí à esquerda, depois volta à direita passando à direita da vegetação. Algumas proteções podem estar escondidas nesse trecho. A parada fica acima das lacas, à esquerda, visível da última proteção antes da parada.

5a enfiada - Segue reto para cima até a 1a proteção que está a uns 30m. Depois segue até a virada. A parada fica depois da virada, levemente à esquerda. 55m.

6a enfiada - A partir daqui é possível subir em simultâneo até o cume passado batido pela P8. Parada natural no cume.

Descida - Todas as paradas são com chapeletas sem argola. Caso precise descer pela via é preciso abandonar fitas. A melhor opção é descer caminhando pelo lado oposto da montanha. A trilha começa à direita de quem fica de frente para o cume. A descida é relativamente bem demarcada, mas há muitas áreas abertas que podem confundir, principalmente a noite. A descida vai tender a uma pequeno precipício que pode ser vencido com um rapel de 30m (ancoragem em árvore) ou seguir contornando a mata (pior opção). A caminhada dura de 1h a 1h30 a depender de onde ficar o carro.

Equipo para repetição: 1 corda de 60m (2 se descer pela via); 6 costuras; parada.

Assinar blog por e-mail

Junte-se a 36 outros assinantes

Fechar Menu