[siteorigin_widget class=”SiteOrigin_Widget_Headline_Widget”][/siteorigin_widget]

Atualizado em 01/04/2018

Filtrar por


Aproximação

Saindo de Vitória, siga em direção ao norte do estado pela BR-101 até Fundão. Em Fundão entre à esquerda em direção a Itarana passando por Santa Teresa. E em Itarana, vire à esquerda na praça principal, passe a ponte e siga em direção a Afonso Cláudio por estrada de terra (24km). Na comunidade de Serra Pelada, tome as indicações para Afonso Cláudio. Assim que o asfalto acabar, antes da ponte, tome a saída da esquerda. Solicite passagem na oficina de moto à direita e depois, siga pela estrada de chão até encontrar a pedra. Estacione o carro ao lado do curral (153km de Vitória).

A partir dali, cruze o pasto buscando o lado direito do costão. Cruze o costão em diagonal à esquerda até chegar na base do pequeno totem.

Equipo

  • 2 cordas de 60m (tem que ser 60m!);
  • Se for pela variante, a corda precisa ser de 70m;
  • 2 jogos de Camalot do #.4 – #4;
  • Para fazer pela variante levar Camalot pequeno (C3) e nut pequeno;
  • Fitas e mosquetões avulsos.
Pedra do Tubarão e a Pedra do Tubarãozinho

Croqui

 

[siteorigin_widget class=”Inked_Tabs_SO_Widget”][/siteorigin_widget]

Rapel – Do cume descer até a P6. Alternativamente pode se descer até uma árvore (20m) e depois até a P6. Isso evita o atrito na hora de puxar a corda. Da P6 descer reto para fora da via até encontrar uma parada dupla. Desta parada, descer até o platô que está abaixo. Parada natural. Outro rapel leva a outro platô com árvore. A partir deste platô, um rapel curto (20m) leva até a P2 da via. Da P2 descer até o topo do totem, onde há uma parada dupla fora da via. Desta parada até a base são mais 60m. Vale lembrar que o rapel não te leva para o início da via. Não deixar nada no início da via.

Blog

1a investida;

2a investida;

Conquista da variante “Variante do Otimista”.