Pedra da Caveira

Atílio Vivacqua - ES

Alt. 1480m

  • 2h
  • 30 min.
  • Dia inteiro
  • Fixa (Chapeleta)

COMO CHEGAR

Saindo de Vitória, tome a BR-101 em direção ao sul do estado passando pela entrada de Cachoeiro de Itapemirim até o trevo de acesso à cidade de Atílio Vivacqua, junto ao Posto do Motorista. No trevo, vire à direita e siga por mais 4km até encontrar uma placa indicando a “Piscina do Manel”. A essa altura, a Pedra da Caveira estará bem visível à esquerda. Na estrada de chão, siga em direção à sede da fazenda para pedir passagem. A fazenda está marcada no mapa.

Para aproximação, deixe o carro num ponto antes da sede da fazenda, também marcado no mapa. O local é uma espécie de cemitério dos bois. A partir dali, siga em direção ao ponto onde o posto chega mais perto da mata e da pedra. Neste ponto, procure um totem que marca o início da trilha por dentro da mata. A trilha está toda marcada com totem. A base da via fica no meio do costão e a P1 é visível da base. Caminhada de aproximadamente 40 min.

Mapa

Filtrar por

  • Caio Afeto.

Estratégias

A parede está com a face volta para o norte com sol o dia inteiro. Levar bastante água para via. 

A escalada dura aproximadamente 2h30 a 3h.  Considerando a aproximação, escalada, mais a escalaminhada até o cume dá um total de aproximadamente 6h de atividade.

Para repetir a via, levar duas cordas de 60m e 12 costuras. Levar algumas costuras longas pois há vários pontos de ziguezague na via.

É prudente pedir autorização previamente, por telefone, antes de escalar a via, pois o proprietário não mora no local.

1a enfiada – Escalada fácil de II grau até a P1. 60m. 1 proteção fixa. Dá para ir solando e começar a via a partir da P2.

2a enfiada – Escalada de agarra que começa no rampão e depois fica mais vertical, mas com bastante agarra. IV.

3a enfiada – A melhor enfiada da via. Escalada longa e bem protegida com bastante agarra. 60m. V.

4a enfiada – Enfiada curta que segue para cima e depois à esquerda para ganhar um platô onde está a parada. V.

5a enfiada – A via segue à esquerda em diagonal e depois volta à direita passando por um platô de mato e um lance final em agarrência com muita agarra suja. Enfiada longa. V.

6a enfiada – Enfiada curta que começa dominando um lance em agarra e depois segue por um trecho sujo com várias agarras em tufo de mato. Se esses tufos cairem o lance ficará mais exposto e difícil. Depois a enfiada segue reto para cima ate chegar no platô.

A caverna fica à direita e a trilha de acesso ao cume (II) segue contornando a pedra. 

Rapel: descida pela própria via com duas cordas de 60m ou descer caminhando para o outro lado da montanha (caminhada longa).

 

  • Caio Afeto

Leia mais no blog

Sol na Caveira!

No mês passado, enquanto Afeto, DuNada, Amaral e eu estávamos repetindo a Chaminé UNICERJ na Pedra da Andorinha, no outro lado do vale, o trio

Assinar blog por e-mail

Junte-se a 36 outros assinantes

Fechar Menu