Santa Leopoldina

Totem de Santa Leopoldina

Alt. 200m

Atualizado em: 25/02/2019

Distância

60km

Caminhada

10min.

Face

Norte

Livro de cume

Como chegar

O Totem do Sumidouro está localizado na saída da cidade de Santa Leopoldina em direção a Santa Maria do Jetibá. Para chegar até a cidade de Santa Leopoldina, tome a ES-080 cruzando a cidade de Cariacica. De Vitória até Santa Leopoldina são aproximadamente 60km.

Na cidade de Santa Leopoldina siga sempre pela avenida principal em direção a Santa Maria do Jetibá (sinalizado). Antes de cruzar o Rio Santa Maria, no famoso sumidouro, tome à esquerda, sem cruzar a ponte, por uma estrada de paralelepípedo até chegar na base do totem. Uma boa referência para estacionar o carro é a via ferrata que fica junto à estrada. Do centro da cidade até a base da via são aproximadamente 2km.

Da estrada até a base da via são pouco mais de 20m pela mata até a base do totem.

Mapa

Filter by

4/5

Corrente Alternada

4o, V, D1, E2, 80m

Data da conquista

01/2018

Conquistarores

Naoki Arima e Pedro Pires

Equipos

2 cordas de 60m; 2 jogos de móvel até o Camalot #5; 3 costuras longas; Muitas fitas para minimizar o atrito.

1a enfiada – A via começa no lado esquerdo do totem por um diedro bem definido. Logo acima, o mesmo fica mais largo e vertical, nesse trecho, a melhor opção é contornar pela laca em invertida para ganhar o lance. Mais acima, a oposição vira uma chaminé estreita até alcançar a base de um grande bloco. Neste ponto, saia pela direita vencendo um pequeno teto e siga pela chaminé larga até o topo do bloco, onde fica a P1, laçando o bico de pedra. Usar muita fita longa para minimizar o atrito. Para parada, usar uma fita de 2,4m + 1,2m. Usar: 1x Camalot #.4, 2x #.75, 1x #1, 3x #4, 2x #5.

2a enfiada – A via segue pela oposição protegida com peças médias e grandes até abrir numa chaminé estreita obstruída pela vegetação. Neste ponto há uma chapa de inox e logo acima, na aresta, mais uma chapa que leva para fora da oposição em direção à face do totem. Após a virada, onde fica o crux da via, há mais uma chapa. Após a terceira chapa, a via segue à direita em buscar de uma fenda vertical que leva em direção a uma grande árvore, onde fica a P2.

3a enfiada – Na verdade essa enfiada não é bem uma enfiada, mas uma escalaminhada para parada onde fica a linha de rapel. A parada para o rapel está à esquerda do totem ao final de uma pequena travessia fendada.

Rapel – Desta parada, um rapel de 60m em diagonal leva à base da torre de alta tensão desativada. Dali, usando um dos degraus da ferrata, monta-se outro rapel de 20m até a estrada.