Fotografia

Toda foto tem uma história legal para contar. Separei aqui algumas fotos que gosto mais ou que têm algo para contar.

16/10/2021 - 17h33

Praia do Boldro, Ilha de Fernando de Noronha, Brasil

Fujifilm Xpro2, 50-140mm, ISO 200, 140mm, f/4, 1/11000.

Nesse dia, Paula e eu queríamos fotografar o por-do-sol a partir de um rochedo, num mirando mais isolado e longe da multidão. Como o mar estava agitado, as ondas estavam bem grandes, então peguei a objetiva 50-140mm e comecei acompanha-las Tive que fazer várias fotos porque era muito difícil acertar o timing da onda, mas no fim, saiu essa que gosto bastante.

10/07/2021 - 06h26

Pontões Capixabas, Colatina - ES, Brasil

Fujifilm Xpro2, 50-140mm, ISO 400, 140mm, f/8, 1/110.

Sempre que vou ao norte do Estado passo por esse lugar e sempre penso em fazer uma foto, mas nunca paro porque o acostamento é ruim, mas nesse dia, com essa luz e essa névoa da manhã nos vales, tive que parar alguns minutos para contemplar a vista. A cena era tão grandiosa que não conseguia colocar tudo dentro de um único quadro.

29/05/2021 - 10h20

Calogi, Serra - ES, Brasil

Fujifilm Xpro2, 16mm, ISO 640, 16mm, f/4, 1/140.

O Calogi é o pico de escalada esportiva mais conhecido do Espírito Santo. Na foto, a Yasmin está escalando a via “Linha Final”(8b) no Setor da Batida. A foto foi tirada durante uma das tentativas para encadenar a via. Gosto muito desse enquadramento diagonal por causa das árvores e folhagens que harmonizam com a escaladora.

22/05/2021 - 06h37

Vale do Palmital, Pancas - ES, Brasil

Fujifilm Xpro2, 10-24mm, ISO 200, 10mm, f/8, 1/40. No tripé.

Tenho muitas fotos desse ângulo. Na verdade, essa foto é uma composição de 4 fotos. Ainda não cheguei na foto que estou procurando, mas por hora, essa é a foto que mais aprecio. O ruim de fazer essa foto é que o pasto é minado de carrapatos…

05/04/2021 - 18h40

Morro Dois Irmãos, Ilha de Fernando de Noronha, Brasil

Fujifilm Xpro2, 10-24mm, ISO 200, 10mm, f/16, 1/2,5. No tripé.6

Cartão-postal de Fernando de Noronha, o Morro Dois Irmãos, na praia da Cacimba do Padre é sempre muito procurado pelos surfistas e amantes da natureza. Achar um novo ângulo num lugar tão fotografado é sempre um desafio. Graças as condições da maré, Paula e eu achamos essa pedra para fazer o primeiro plano, onde tentamos incorporar um pouco o movimento das ondas na composição junto com os morros vulcânicos ao fundo durante o entardecer.

26/12/2020 - 18h16

Grutão do Índio, Caxias do Sul, RS - Brasil

Fujifilm Xpro2, 50-140mm, ISO 200, 50mm, f/16, 0,9. No tripé

O Grutão do Índio é uma área de lazer nos arredores de Caxias do Sul e conta com alguns setores de escalada. Após uma tarde de escalada com Tiagão e o Caio fomos conhecer a cascata no final do dia. Eu já tinha na mente a composição da foto, então bastou enquadrar e fazer o registro. Essas fotos de longa duração em cachoeira são meio clichês, mas acho muito legal esse feito sedoso da água.

14/12/2020 - 05h39

Palma, Bagé - RS, Brasil

Fujifilm Xpro2, 10-24mm, ISO 200, 23mm, f/6,4, 1/20. No tripé.

Conjunto Principal que compõe o complexo de escalada de Palma em Bagé. Para fazer essa foto tive acordar ainda no escuro e caminhar uns 30 minutos por um labirinto de mata até chegar numa pedra mais alta que fica no meio do nada e onde é possível ter essa visão. Pior do que caminhar no escuro foram os bois que me aplicavam cada susto… Por sorte o dia amanheceu incrível com esse céu em tons quentes.

13/12/2020 - 15h15

Palma, Bagé - RS, Brasil

Fujifilm Xpro2, 50-140mm, ISO 640, 640mm, f/2,8, 1/640.

Enquanto escalávamos no setor T-Rex em Bagé, esse tucano deu o ar da graça no setor. Logo descobrimos que ele estava ali provavelmente por causa de um ninho que tinha por ali. Naturalmente o tucano não se aproximava de nós e nem se deixava chegar perto. Sempre escondido entre as árvores, foi preciso certa paciência para conseguir uma boa foto.

22/12/2020 - 16h16

Jequitibá Gigante, João Neiva - ES, Brasil

Fujifilm Xpro2, 10-24mm, ISO 400, 10mm, f/5,6, 1/320.

Raríssimo exemplar de Jequitibá que escapou da destruição humana. Não foto nem palavras que descrevam a grandiosidade dessa árvore. Só indo lá para entender. O enquadramento era tão apertado que tive que colocar a árvore na diagonal para  colocar dentro do quadro.

28/10/2020 - 20h35

Insetos na luz. Pantanal Matogrossense, Brasil

Fujifilm Xpro2, 50-140mm, ISO 1600, 140mm, f/2,8, 0,5 seg.

Enquanto esperávamos a janta sair, Paula e eu ficamos admirando o Rio Miranda em Passo da Lontra, Mato Grosso do Sul. De repente meus olhos se viraram para essa lâmpada onde os insetos estavam alvoroçados. Lembrei da infância e resolvi registrar a cena. Escorei a câmera na mesa e segurei o mais firme que pude para fazer a foto.

15/09/2019 - 17h46

"Furusato", Kagoshima, Japão

Fujifilm Xpro2, 50mm, ISO 200, 50mm, f/4, 1/4000. 

Essa é uma daquelas fotos que traz muitas lembranças. Tirei na casa dos meus avós em Kagoshima, Japão. É a vista a partir da casa para arrozal com as turbinas eólicas ao fundo. Após o acidente de Fukushima, o país deve que rever sua matriz energética e muitos parques eólicos foram construídos.

27/07/2019 - 04h08

Noite em Forno Grande, Castelo, ES, Brasil

Fujifilm Xpro2, 35mm, ISO 3200, 35mm, f/2, 8 seg. Com tripé.

Durante a escalada inaugural do Pico do Forno Grande em Castelo, acompanhei com os membros da ACE, o governador do Estado que participou do evento. Assim que ganhamos elevação e estávamos quase chegando no cume, fizemos uma pausa para o descanso. Nessa hora vi essa cena incrível e corri para fazer a foto. Como estava sem um tripé grande foi muito difícil enquadrar a cena, mas no fim deu certo.

02/05/2019 - 17h18

Roy's Peak, Nova Zelândia

Fujifilm X100F, 19mm, ISO 200, 19mm, f/8, 1/110. 

Entardecer numa das vistas mais famosas da Nova Zelândia. Passamos o dia curtindo o lugar e no final do dia caminhamos pela crista da montanha com essa luz dourada iluminando o lago ao fundo. É claro que acabamos terminando de descer a trilha no escuro. O carro estava no mesmo nível do lago…

22/12/2018 - 19h07

Rui Guaíba, Porto Alegre, RS

Fujifilm X100F, 23mm, ISO 200, 23mm, f/8, 1/550. 

Sorte! Essa é a melhor  definição para essa foto! Às vezes, é preciso estar na hora certa no momento certo. A cena foi tão rápida que consegui fazer apenas duas fotos antes que os pássaros fossem embora.

16/09/2018 - 06h06

Mormon Row, Grand Teton, EUA

Fujifilm X100F, 23mm, ISO 200, 23mm, f/11, 1/50. 

Vista icônica e muito procurada entre os fotógrafos amadores que visitam o Parque Nacional de Grand Teton nos Estados Unidos. Para fazer essa foto é preciso acordar muito cedo, antes do amanhecer, rodar uns 15 minutos de carro e garantir um bom lugar para fazer a foto. Ah, e rezar para amanhecer sem nuvens!

07/07/2018 - 06h15

Frade e a Freira, Cachoeiro de Itapemirim, ES, Brasil

Fujifilm X100F, ISO 400, 23mm, f/8, 1/25.

Sempre que passava pela BR-101, na altura da Pedra do Frade e a Freira sabia que daria uma foto, mas o problema é parar as margens da rodovia… Nesse dia, devido ao horário, o transito ainda estava tranquilo, e a luz da manhã de inverno incrível. Então não pensei duas vezes, joguei o carro no acostamento e fiz a foto antes de seguir viagem.

19/09/2017 - 19h20

Kirkjufellsfoss, Islândia

Fujifilm X100F, 19mm, ISO 200, 19mm, f/11, 3 seg. Panorâmica com tripé. 

Uma das vistas mais famosas da Islândia. Lugar disputadíssimo no final do dia. Coisa de ter que chegar cedo para garantir um lugar! Mas vale o esforço!

Depois ficou mais cheio...

07/05/2017 - 08h23

Pedra do Fio, Castelo, ES, Brasil

Fujifilm X100F, 23mm, ISO 320, 23mm, f/5,6, 1/2500. Panorâmica.

Durante a conquista da via “Bicuta Bitela” em Castelo, DuNada e eu bivacamos na montanha. Infelizmente durante a noite choveu e o bivaque foi puro perrengue. Na manhã seguinte, o dia amanheceu com bastante umidade o que nos proporcionou esse belo espetáculo.

09/12/2016 - 18h30

Arenales, Argentina

Nikon D600, 1800mm, ISO 200, 180mm, f/8, 1/640. 

Durante a nossa estadia na região de Arenales pegamos uma pequena nevasca que mudou completamente a paisagem da região. Acabou com a nossa escalada por uns dias, mas em compensação ganhamos a vista!

04/06/2016 - 18h30

Pancas, Espírito Santo, Brasil

Fujifilm X100F, 23mm. Panorâmica.

Panorâmica de parte das montanhas que compõe a cadeia de morros graníticos de Pancas. Fotografada do cume da Pedra da Cara. Essa foto virou capa do livro Escalada Capixaba.

Escalada-Capixaba

04/01/2014 - 16h57

Pedra São Luis, Castelo, Espírito Santo, Brasil

Nikon D600, 20mm, ISO 100, 20mm, f/5.6, 1/640.

Conquista da via “A última Cartada”. Fotografada durante a 2a investida à via e onde bivacamos no platô. A foto foi tirada da 2a enfiada com o DuNada escalando e o Afeto na segue. Anos mais tarde, essa foto saiu na Rock and Ice.

_DSC5711

27/07/2013 - 17h00

Cinco Pontões, Espírito Santo, Brasil

Nikon D600, 20mm, ISO 250, 20mm, f/8, 1/250.

Highline nos Cinco Pontões com Afeto na fita. A foto foi tirada do cume do Pontão Casagrande.

06/08/2011 - 17h06

Morro do Moreno, Espírito Santo, Brasil

Nikon D90, 20mm, ISO 200, 20mm, f/5,6, 1/160.

Uma das raras seções de foto dirigida que fiz com a Lu para o projeto  Calendário de Escalada Feminina no Morro do Moreno. 

02/11/2011 - 17h19

Red River Gorges, KY, Estados Unidos

Nikon D90, 20mm, ISO 400, 20mm, f/4, 1/320.

Ju Perters escalando a clássica via “Rock Wars” (V) em Red River Gorges, EUA. Essa via  é tão famosa que gastamos um dia só para ir escalar essa fenda. E é claro fazer umas fotos. Nesse dia a Ju estava com uma camiseta escura, por isso pedi para que usasse o anorak do Dilsinho para ajudar no contraste. Tudo por uma boa foto!