Bari Roadtrip: enfim, fotos de escalada

Para não ficarem achando que fomos para Argentina beber Qilmes de litro a R$4, 00, fazer compras na Mitre, tirar foto de florzinha e/ou pescar truta, separei algumas fotos de escalada da galera. Algumas são de minha autoria e outras do guia de montanha (roubada), eletricista e fotógrafo Rodrigo Matzenbacher que atualmente reside em Bariloche. Se vocês gostaram do trabalho dele, da próxima vez que forem para lá, contatem ele para ser o fotógrafo da trip que ele faz esse tipo de trabalho. Só não contratem ele como guia, he he he… (Tá feito o jabá!)

Foto-clichê no cume da Agulha Frey depois de termos escalado a via Sifuentes-Weber. Câmera armada no mini-tripé e estaiada com friends. San Carlos de Bariloche,

Fred e Rodrigo na via “La vida en el filo” (5o grau), Setor Ongi Etorri, Las Buitreras, Chubut. Foto no final do dia para pegar “a luz”!

Naoki Arima na via “Mickey Mouse” (6b), Setor El Alero, Las Buitreras, Chubut. PS: Não é permitido escalar neste setor! (Descobrimos isso minutos depois desta foto…) Foto: Rodrigo Matzenbacher.

Rodrigo na via “Acabome Peral” (5o grau), setor El Gruyere Las Buitreras, Chubut. Foto com tele.

Rodrigo na via “Cojo anal” (6b), setor El Gruyere Las Buitreras, Chubut.

Fred trabalhando a via “La mas chingona” (7b), Setor El Alero (na parte liberada para a escalada), Las Buitreras, Chubut.

Naoki Arima numa via sem nome (7c/8a). Las Buitreras, Chubut. Foto: Rodrigo Matzenbacher.

Naoki Arima na via “Capitan Pingaloca” (7a). Setor El Alero, Las Buitreras, Chubut. Foto: Rodrigo Matzenbacher.

Acabei de notar que 90% das fotos (decentes) de escalada são de Las Buitreras, mas isso é porque foi a única parte da trip que estivemos em três. Um escalando, 1 dando segue e 1 fotografando.

Gostaria de fechar o post sobre a Argentina com algumas palavras de agradecimento (he he he):

Special thanks for: Meu brother Fred Viana que entrou na roubada, passou um frio infernal no Petunia, escalou a quase 0 grau de sensação térmica no Morehuapi, rodou 120km de estrada de chão para escalar em Piedra Parada, destruiu o joelha numa via e ainda por cima teve a sua bagagem extraviada na volta… Também ao nosso guia roubada e fotógrafo da trip, Rodrigo “Veio” Matz por ter nos acompanhado e levado nas maiores frias (brincadeirinha). E claro, ter feito as nossas fotos para o Orkut (he he he). E por fim, porém não menos importante, a Mônica por ter nos recebido e acolhido durante as 3 semanas e por ter emprestado o maridão pra gente (he he he)!

TAGS:

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu