Espírito Livre

Em meados deste ano, o Pedro Luz e o Pedro Zoca do Capixabíssimo entraram em contato comigo perguntando se eu não gostaria de participar de um documentário que estavam produzindo sobre highline no Espírito Santo com o meu amigo de longa data Caio Afeto. É claro que eu topei na hora, mesmo sabendo que, nesse projeto, eu teria que ficar no outro lado da câmera, o lado que me sinto menos à vontade, mas seria por uma causa nobre.

O resultado vocês podem conferir no vídeo abaixo:

Conheci o Afeto em 2007 quando vim pela primeira vez ao Espírito Santo à trabalho e fui parar em São Mateus. No final de semana de folga, aluguei um carro em São Mateus e rodei até a capital para conhecer a escalada na grande Vitória. Na ocasião, o meu contato era o Maurício PA que também saiu do Rio Grande do Sul e veio parar por esses lado à trabalho.

No sábado, escalei com o PA e o Baldin no Morro do Moreno e em Viana. E no domingo, por motivos pessoais, o PA não poderia escalar, então ele me falou:

– Amanhã não vou poder escalar contigo, mas já falei com o Afeto e ele vai contigo. O Afeto é um cara novo que começou a escalar a pouco e já está mandando bem na escalada. É um cara que vai longe.

E assim conheci o Afeto. Naquele domingo escalamos no Morro do Moreno e depois no boulder do Cirurgia Moral.

Tempo depois, voltei para o Espírito Santo em definitivo e desde então temos escalado direto por esse interiorzão!

Já naquela época, a galera da escalada curtia fazer slackline na praia e a gente sempre se reunia na praia para jogar conversa fora e praticar um pouco de equilíbrio.

Com o tempo, eu acabei largando um pouco o slack, mas o Afeto seguiu firme. Um dia descobriu que poderia esticar a fita mais longa, mas para isso teria que montar mais alto. E de mais longo e mais alto para as montanhas foi um “passo”.

Sempre muito motivado, ele sempre falava dos projetos em mente pelas montanhas capixabas enquanto íamos escalar em alguma montanha. E com o tempo, aos poucos, Afeto foi botando abaixo todos os projeto que ele sempre falava com muita gana.

Quando os projetos acabaram no estado, ele alçou voo a procura de novos desafios Brasil e  mundo à fora.

Talvez esse documentário seja uma pequena síntese de todas as aspirações e ideologias que ele sempre comentava durante as longas viagens de carro.

 

Postagens relacionadas

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.