Super Trunfo, repetição

No último sábado, Lissandro e eu realizamos a  primeira repetição da via “Super Trunfo” em João Neiva. Na verdade era para o “Tesourinho” também ter ido conosco, mas ele refugou na Parada Ibiraçu… (nosso ponto de encontro).

Pedra Bela Vista.

Iniciamos a escalada por volta das 8h30 da manhã. Mesmo distando a apenas 100km de Vitória, chegar na base demanda bastante tempo. Saímos de casa às 5h e levamos 3h até a base da via entre deslocamento, parada para café e aproximação.

A ideia era liberar as enfiadas que estavam pendentes. Durante a conquista liberamos apenas as duas primeiras enfiadas. O meu hero plan era encadernar todas em single push, mas logo na 1a enfiada “desencadenei”… Um pé escorregou e voei num Totem Cam Preto, durante a travessia do teto. Fui parar na casa do chapéu.

Mesmo assim, decotamos essa enfiada que passou de VIIa para VI sup. Vide croqui atualizado.

A 2a enfiada, já encadenada, saiu sem problema e confirmamos o V sup.

Diedro da 2a enfiada.

A 3a enfiada é o crux da via. Ela possui dois crux distintos: um na saída e outro nas chapas. Consegui passar o 1o, mas no segundo não achei a agarra escondida e cai. A enfiada segue sem cadena. No entanto acho que VII seja justo.

Parada da 3a enfiada.

A 4a enfiada tem um crux logo na saída. Inclusive antes de chegar na 1a proteção, depois da parada, e depois há outro lance a seguir. Essa enfiada foi liberada e sugeri VII, embora pessoas mais altas poderão achar mais fácil.

A 5a enfiada é um desfrute de fenda de mão. Tinha dado VI, mas acho que V sup seja mais justo. Um clássico 5.9 de Yosemite.

Sacando “ferro” na 5a enfiada.
Quinta enfiada.

A 6a deixei para o Lissandro fazer o unlock! Ele mandou de prima a enfiada em aderência. Grau sugerido VI. O difícil dessa enfiada é o fator “cansaço acumulado”. Escalar essa via equivale praticamente a escalar 6 vias esportivas numa falésia com pouco descanso entre as escaladas e sob algumas restrições. Além disso, a essa altura já passavam das 14h e mesmo sendo inverno o Sol estava implacável. 

Saída da 5a enfiada.

Chegamos no final da via às 15h após 6h30 de escalada. Assinamos o livro de cume e descemos.

Estrategia

Nessa investida içamos um haulbag com água e lanche em vez de subir com uma mochila. Como a via requer três sets, acho que fica muito pesado subir de mochila numa via com essa dificuldade. Mas ainda estou pensando se teria como otimizar isso, mas funcionou bem para uma primeira vez porque a parede é bem inclinada e o bag sobe lisinho.

Sobre a via, sempre digo que essa é a “Serenity Crack Capixaba”. É uma escalada intensa do início ao fim. Sem dar trégua em nenhum momento. Para os apreciadores da escalada em móvel, uma via obrigatória, onde a tônica está na 3a enfiada que requer 3 sets de Camalot do #.3 ao #.75.

Leia mais sobre a 1a investida e 2a investida.

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.