Bagé

Bagé

Atualizado em: 12/04/2019

Perdido no meio do nada, longe de tudo e muito perto da natureza, Bagé (320km de POA) é o point preferido da galera que curte uma boa escalada tradicional longe do crowd.

COMO CHEGAR

Saindo da capital (Porto Alegre) tome a BR-116 em direção a Pelotas e depois do pedágio acesse a BR-290 em direção à fronteira oeste. Depois de cansar de tanto andar, fique atento a sinalização que indica Caçapava do Sul/Bagé. Entre nesse trevo, em direção a Bagé (BR-153), até o acesso a Bordoada. A entrada vicinal, de chão batido, é um tanto quanto complicada de achar. O ideal é zerar o odômetro no trevo da BR-290 com a BR-153 e na altura do km 92 (22 J 0246194-6565638), ficar atento a uma parada de onibus à direita com um acesso à esquerda (têm várias paradas assim). Uma vez encontrado o acesso siga por esta estrada, abrindo e fechando porteiras (3) e atravessando sangas por mais 14km até encontrar as pedras.

Se você não conhece o caminho é altamente não recomendável viajar a noite, pois nessa região sempre baixa uma forte névoa durante a noite que limita a visibilidade.

A estrada vicinal pode estar em péssimas condições de trafegabilidade durante o período das chuvas (inverno).

Para baixar o tracklog, clique aqui!

ACESSO

Os escaladores deverão pagar uma taxa de R$ 7,00 por pessoa/dia diretamente na sede da fazenda que fica mais ou menos a 2km adiante da entrada da Casa de Pedra, no horário das 13h ou 19h (horários em que há morador na casa). Cada escalador deverá também entregar devidamente preenchido o termo de responsabilidade.

Os demais visitantes, não-escaladores, deverão acessar por intermédio da agência de turismo!

É de suma importância que esse procedimento seja tomado por todos os escaladores, uma vez que essa área de escalada encontra-se dentro de uma propriedade particular altamente sensível.

Para maiores informações, acesse aqui!

ROCHA

Conglomerado. Lembra muito o conglomerado de Caçapava do Sul, alias são rochas que se formaram na mesma idade. O estilo de escalada também é bem parecido.

NÚMERO DE VIAS

Aproximadamente 50 com graduação variando de 4o a 9c.

EQUIPO

Capacete, costuras e dependendo da via, 2 cordas.

MELHOR ÉPOCA

Outono. A região dos Pampas costuma ser rigorosa, por isso é bom estar bem agasalhado, porque o frio é de renguear cusco! No verão, os marimbondos estão em plena atividade!

ÁGUA

Levar de casa. Há um córrego embaixo da Cada de Pedra, mas dependendo da época do ano pode estar seco (verão). Aliás, no verão o calor é insuportável e os marimbondos estão à mil!

CAMPING

Selvagem. Não há nenhuma infra-estrutura. Por isso, não deixe nenhum lixo para trás.

CROQUI

SETOR CASA DE PEDRA

bage_casapedra

01-Mínimo impacto zero (6°)

02- Tarântulas (4°)

03- Bolinho de Chuva (A0)Duas enfiadas.

SETOR SABÃO DE COCO

bage_sabao

Para chegar à Pedra do Sabão entre à esquerda na clareira principal (próximo a área de camping e estacionamento), atravesse uma sanga seca e vá em direção ao maior bloco do bosque.

1- Crazy Monkey (9b)
5 proteções + parada simples.

2- Sem hoje não existe amanhã (projeto)
5 proteções + parada simples.

3- Sabão de coco (9c)

4- Trabalho operário (Projeto)
5 proteções + parada simples.

5- Certezas incertas (Projeto)
5 proteções + parada simples.

6- Operário Padrão (9c)
4 Proteções + parada simples.

7- Lendas de Bagé (projeto)
2 proteções + parada simples.



Links

Para maiores informações e novos dados, acesso site dos Netos: http://www.escaladasensur.blogspot.com/

http://www.escaladasnospampas.com.br/

NomePedraGrauAnoConquistadoresOBS
Edgar KittelmannPico do Morcego5o1989 (1990)João Giacchin, Luís H. Cony, Rafael Britto, Guilherme Zavaschi, Alexandre Zavaschi, Rudah Azevedo e Eduardo Ren
ExperiencePico do MorcegoProjeto2016Gabriel T. Netto
Papagaio pirataPico do Morcego4o, VI1996Rafael Britto, Francisco P. Zavaschi, Felipe P. Falcão e Leonardo Zavaschi,Posteriormente, Orlei Jr. e Paula Amaral abriram uma variante longe dos marimbondos, sendo esta, usada até os dias de hoje como a 1a enfiada da via.
Paranóia delirantePico do Morcego8a2006Gustavo e Gabriel Netto
MarimbondosPico do Morcego5o1976Edgar Kittelmann, Irene Fernandes, Norton S. e Roberto Capelari
Face ocultaPico do Morcego8a1999Orlei Jr., Paula Amaral, Elton Comoretto e Cristiano Silva
Chama a mãe que o pai tá locoConjunto Principal7a2016Gabriel T. Netto
Chega de saudadeConjunto Principal3oHelena Artmann e Flávio Weineviski
Corpo e almaConjunto Principal6o SUP2016Gabriel T. Netto
O canto da sereiaConjunto Principal5oEduardo Tondo, Carlos Sanches e Rafael Britto
Viajaço ou Viajada na EscaladaConjunto Principal5oCristiano Backes e Daniel Colmann
La CumparsitaConjunto Principal6o2011Gustavo T. Netto, Andréa P. Espiga e Gabriel T. Netto
Jardim SecretoConjunto Principal7a2014Gabriel T. Netto, Carol Cougo e Leonardo Morrissy
Mulher de FasesConjunto Principal7c2014Omar Guilhiano
Entre o Sol e a LuaConjunto Principal5o1995Orlei Jr. e Carlos Wolf
Laca OcaConjunto Principal8a2015Gustavo Netto, Gabriel Netto e Andréa Espiga
GeradorConjunto Principal7aDaniel “Carioca” e Cristiano “Bac” Backs
Dragão brancoConjunto Principal9b2006Gustavo e Gabriel Netto
Quebradeira como qualquer outraConjunto Principal6cGustavo e Gabriel Netto
O enigma do surucuáConjunto Principal6aLuís H. Cony
Eta cramulhãozinho endiabrado dos infernoConjunto Principal7aElton Comoretto e Marcelo Cardoso
Decifra-me ou te devoroConjunto Principal8aEduardo Tondo e Guilherme Zavaschi
Tiranossauro RexConjunto Principal8a
Seu NadicoConjunto Principal6oElton Comoreto e Alison Peroto
Marimbondos contra atacamConjunto Principal8cGuilherme Zavaschi ou Henrique Cony
Aproveita ManéConjunto Principal7cGabriel Netto e Guilherme Netto
NematelmintosConjunto Principal5cLuís H. Cony
Grip na certaConjunto Principal6cGabriel Netto e Marcelo “Maizena”
Bolinhos de chuvaCasa de Pedra5o1993Rafael Britto, Eduardo Ren e Michael Britto
Impacto zeroCasa de Pedra5oOtávio Fagundes e Cristiano R.
TarântulasCasa de Pedra4oJoão Giacchin e Fernando Batista ou Eduardo Tondo ?
Sabão de coco10aGuilherme Zavaschi
AlienNinho das Águias4oLuís H. Cony
Cabeça dinossauroPedra do Dinossauro6oJoão Giachin
Cabernet SauvignonPedra da Lua5o2008Omar, Osama, André e Crisitano
Ovelha não é pra matoPedra da Lua5o1999Alexandre Altmann, Iuberê Dutra e Ezequiel P.
Alta ansiedadePedra do Zeco Neto6c2000Gabriel Netto e Marcelo “Maizena”
Só assim meu chapaLajão4oDaniel “Carioca” e Paulo “Kricko”
Escadaria para o céuLajão4o1989Eduardo Ren e Tiago S.
Cabeça de mamutePedra do Elefante5o1990Eduardo Ren e Tiago S.
Los amigosPedra do Elefante7bGustavo e Gabriel Netto
EsfingeEsfinge6a1990João Giacchin
Tromba de Elefante5o

Outras áreas de escalada

Caçapava do Sul (Esportiva/tradicional) – 80km – 1h30min.

Minas do Camaquã (Esportiva/tradicional) – 70km – 1h30min.