Considerações sobre as graduações das vias de Calogi

Em outubro de 2010 começamos a desenvolver o pico de Calogi no intuito de desenvolver a escalada esportiva nesse local. Logo se viu que o pico tinha potencial para ser a melhor point de escalada esportiva do estado. E após 8 meses de muito trabalho, o pico já conta com 43 vias. Somente nos últimos meses que estamos efetivamente conseguindo usufruir um pouco do ar de Calogi. Deixamos a furadeira de lado um pouco e fomos morder os regletinhos!!! Assim, em questão de meses, vários projetos deixaram de ser projeto. Só que nesse ínterim acho que acabamos comendo um pouco de bola em algum momento.

Nos últimos dias tem se discutido muito entre a galera sobre a graduação de várias vias de Calogi. Inclusive o Afeto postou no blog dele a sua opinião quanto ao grau de várias vias. No início achei que ele estava subjugando as vias de Calogi, já que ele é um decotador nato (he he he), mas depois de consultar o caderninho de kdnas, ver uns vídeos e refletir um pouco cheguei a algumas conclusões:

1- O melhor análogo para comparar as vias de Calogi é a Barrinha no Rio. Vias longas de 25-35m em granito/gnaisse levemente negativas e bem contínuas, igualzinho ao Calogi! Acho que única diferença está no estilo das agarras, mas tirando isso é quase uma Barrinha. Inclusive, sob o ponto de vista geológico, ambas estão num mesmo contexto estrutural;

2- Não sei porquê, mas em algum momento foi utilizado como análogo o Cipó e a Lapa para calibrar as vias. Não que as vias de lá sejam mais fácies, mas creio que o estilo de escalada do calcário seja totalmente diferente do granito. Basta comprar as graduações de Siurana com Pedriza na Espanha.

Recalibrando os graus e comparando com as vias da Barrinha, eu acho que as coisas ficariam assim:

Linha Final (8b) – (8a) – Via estilo Pedrita, 8a sólido do CE 2000. Aliás, a Pedrita é mais dura que a Linha Final, mas não o suficiente para ser um 7c.

Batida Macabra, Corredor Polonês e Transiberiana (9b) – (9a); Vias estilo Filé com certeza, um 9a clássico da Barrinha. Um pouco mais difícil que a Filé no Espeto (8c) – Barrinha. Também lembra um pouco a via Paciência (9a) – Curucaca.

Transmanchuriana (9a) – (8c) – Via diluída com um crux no final, muito parecida com a Filé no Espeto (8c) – Barrinha. Aliás, o crux da Filé é bem mais difícil que a da Transmanchuriana, mas creio que não seja um 8b por causa da resistência.

Expresso da meia-noite (8b) – (8a) – Provavelmente um 8a duro. Como a via não molha com a chuva todas as agarras ficarão marcadas e isso vai facilitar muito a leitura. Como o FA foi sem as agarras marcadas fora inicialmente proposto 8b.

Trem da Morte (8a) – (7c) – Provavelmente um 7c duro estilo old school. Mesmo esquema das agarras marcadas.

Trem comprido (8a) – (8b) – Desde o começo se cogitou a possibilidade de que ela seja uma 8b de resista e com essas atualizações, acho que 8b seja o mais adequado.

No setor do meio, onde ficam as vias mais fáceis, as cabeças também estão rolando. O Ivanor colocou em cheque o tendão de Aquiles do setor, a via Mosquito Cotoco (7a?). Se isso for confirmado, várias vias sofrerão cortes. Eu acho que seja perfeitamente natural, pois a grande maioria dos FA´s foram feitas logo após a abertura. E agora, depois de várias pessoas passarem pela via, darem uma limpada e marcarem as agarras tenham ficado mais fáceis. É ver para crer.

De todas as formas, eu acho a graduação das vias estão parelhas, só está faltando dar um shift para ajustar bem as vias.

Independente do grau das vias, uma coisa é certa: TODAS as vias de Calogi são de lamber os beiços! Aquela pedra é uma Dádiva dos Deuses para os escaladores Capixabas!

 

TAGS:

Este post tem 11 comentários

  1. naoki san, sou seu fã! Eu acho que ainda vai levar um tempo, varias outras cadenas, meses e muita especulaçao ate acharem o concenso…ainda mais sobre um tema tao polemico e ao mesmo tempo tao individual! Tem uns q acham q o grau tem q ser a vista, flash, e ate trabalhado…muito complexo. O realmente importante é o trabalho e a dedicaçao de cada um que de alguma forma contribuiu com o desenvolvimento incrivel desse pico e da evoluçao do esporte e de cada praticante. Muito bom. Parabens.

  2. Realmente o pico está ESPETACULAR !!! Há meses eu não aparecia por lá e não me lembrava de que existia todo aquele potencial, especialmente em relação a qualidade das vias. Sobre a Mosquito Cotoco, cheguei a comentar com a galera que a marcação das agarras facilitou bastante a cadena. Na minha opinião, a Megatron é uma excelente referência para o setor: um 7a clássico!!! E, sendo assim, acho que a maioria concorda que a Mosquito deva mesmo entrar no bisturi, confirmando a tendência já colocada pelo Afeto e agora muito bem comentada pelo Naoki. Parabéns e mais uma vez obrigado aos conquistadores !!!

  3. Caro Japa.. Acredito estar certo nas comparaçoes.Ja escalei 90% das vias comparadas e concordo com as graduaçoes sugeridas para calogi.Em Julho entrarei nas vias citadas de calogi,podendo assim dar melhor opiniao.Cabe lembrar tb a via “maria fumaça”.Parece com qual? Abç

  4. A Maria Fumaça é uma via ímpar! É uma via que em vez de bombar os ante-braços, bomba o cérebro do escalador… 9b!

  5. Fala ae sumido! Eh sempre legal ouvir (ou ler) a tua opinião! Abs

  6. Fred!!!!! Se perdeu na 262????? Kmon lek, tamo te esperando para aplicar umas vias por aqui!!!! Venha, mas venha forte!

  7. Concordo 100% com a graduação nova!!!

    Maria Fumaça – 9b (certo), Concerteza uma via única, “bomba o cérebro do escalador”, hehehehehehe, bombou tanto meu cérebro que fiquei 30% mais burro depois da cadena, só agora estou voltando a ter meu Q.I. normal…

    SALVE Calogiiiiiiiiiii…Rumo as 50 vias!!!

  8. to suspenso pelo departamento medico…vetou o climb ate terminar de mandar as 20 cordadas…acabei de mandar a 5a….Forte? Quem sabe ano que vem entao? To fazendo o dever de casa pra voltar bizarro.

  9. Boa, com o tempo chegaremos ao concenso…graduar é muito complexo mesmo!
    Não tenho com o que comparar as vias no Calogi à não ser umas com as outras (no caso das mais fortes pra mim, que só mandei agora).
    Concordo que a Linha Final seja do nível da Expresso da Meia Noite e da Trem da Morte (não acho que ela seja 7c, inclusive acho ela mais difícil que a Linha Final…ambas sairam na segunda entrada num mesmo dia cada).
    Além disso, a Trem Comprido é consideravelmente mais forte que todas essas outras três (provavelmente uma letra a mais seria merecido).
    Quanto a Mosquito Cotoco, quando fiz o FA disse achar ser 6sup, perdi o OS pq acabei bombando fora da via enganado pela sujeira e pelo fato de não ter nenhuma marquinha sequer, porém na segunda entrada ela saiu e comparando com as outras (Megatron, Burro de Carga e Buraco do Tatu) ela é definitivamente mais fácil.
    Aproveitando o bonde pra falar sobre outras graduações que merecem entrar na roda:
    Mosquito Albino (5º sup) – aquele finalzinho pega mais que 5º, acho.
    Calango Suicida (7b) – pode ser um 7b BEM técnico, por isso tive a impressão de ser um 7c.
    Linha 100 (6º sup) – achei tão ou mais difícil que a linha 50.
    Rodolfo (6º sup) – acho que o Sandro e o Ivanor encadenaram ela e sugeriram isso tb.
    Outra coisa, tem vias que merecem estrelas heim: Calango Suicida, ? Fenda do Bald, Trem da Morte, Optimus Prime e Burro de Carga.
    Falou tudo:
    “Independente do grau das vias, uma coisa é certa: TODAS as vias de Calogi são de lamber os beiços! Aquela pedra é uma Dádiva dos Deuses para os escaladores Capixabas!”
    Abç!

  10. Boa Luca!
    To sempre arrumando as graduacoes de Calogi. Vou dar uma olhada novamente. Abs

  11. Eh isso ae! Faz parte do jogo. Boa recuperacao! Entao, ano que vem to ae novamente!!!! Abssssssssss

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu