Diário de um route-setter. O grande dia!

Enfim chegou o grande momento. Meses de planejamento, preparação e muito trabalho para esse dia!!!

Se ontem o dia foi puxado e pesado para min, pelo menos hoje foi “dia de descanso”. Na verdade em parte, porque vida de route setter não é fácil nem no dia do evento. Você fica com aquela angústia o dia inteiro pensando se as pessoas vão conseguir mandar os boulders e se divertir. E o pior de tudo, sem poder dar os preciosos betas. Aquela agonia  de ver o cara fazer tudo errado e não poder dizer que tem um segredinho…

_DSF0596

O evento começou conforme o previsto, às 11h, com a 1a bateria de escaladores que tiveram 2h30 para dar o melhor de si nos boulders, pois para a contabilização final foram considerados apenas os 5 melhores resultados. Os boulder foram divididos em 5 graus de dificuldade: muito fácil, fácil, médio, difícil e muito difícil. Valendo respectivamente 100, 200, 300, 400 e 500 pontos. E para quem mandasse à flash ainda tinha um extra de 10%.

Como o espaço do muro é restrito, o festival foi dividido em duas baterias, assim, após bateria das 11h, no turno da tarde, entrou a 2a bateria, às 14h30.

E após a contabilização das duas baterias, o resultado ficou assim:

Classificação final

(Pontuação máxima possível 2640)

Masc.

1o – Felipe Alves 2540
2o – Rebit 2220
3o – Pedro Pires 1830

4o – Thiago Karapeba 1560
5o – “Poul” 1450
6o – Felipe Sertã 1430
7o – Fabrício Amaral 1340
8o – Gillan 1180
9o – Brain Carvalho 970
9o – “Porko” 970
10o – Xerxes Zampier 940
11o – Lucas Buzzo “Goiamum” 770
12o – Cosme Manenti 740
12o – Gabriel Oliveira 740
13o – Pedro Ferreira 410
14o – Dainel Enne Barbosa 210

Fem.

1o – Talita Barbosa 1690
2o – Juliana Frare 1210
3o – Luciola Gomes Selia 990

4o – Diandra 950
5o – Maria Júlia 620
6o – Giovana Pontini 620
7o – Antonia 330
8o – Priscila Botelho 220
9o – Denise Telles 210
9o – Yara Cardoso 210

Tanto na categoria masculina, quanto na feminina, não tivemos nenhuma novidade. O Felipe Alves passeou nos boulders, mandando todos os 21 boulders à flash ou na 2a entrada. A exceção ficou por conta de um boulder “muito difícil” que lhe custou 13 entradas! Vão vendo o tamanho da bronca. No feminino, a Talita destruiu os boulders. Com a pontuação dela, ela ficaria em 4o lugar no masculino!

Além disso, o destaque ficou por conta do pequeno “bar-restaurate” montado pela galera para suprir as energias gastas na session. Além de cerveja e isotônico foi servido um incrível strogonoff com bolo e brigadeiro de sobremesa. E para os mais exigentes, café expresso de cápsula para dar aquela estimulada! Afinal de conta, escalador não vive sem café!

Enfim, o evento foi um sucesso. Valeu cada suor derramado para ver tudo isso acontecer no dia de hoje. Também é imperativo agradecer A TODAS as pessoas que ajudaram de alguma forma para que esse evento pudesse virar realidade. Seria muita injustiça citar nome a nome, mas cada um sabe o quanto contribuiu para que esse dia tornasse realidade.

Também é preciso agradecer aos nossos apoiadores que acreditaram no nosso trabalho e estiveram ao nosso lado na realização desse evento.

apoios

Meus sinceros agradecimentos a todas as pessoas! Com certeza daqui a alguns anos lembraremos desse grande dia com muito orgulho e saudade! Valeu galera! Que venha 2019!!!

Postagens relacionadas

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.