MOC, MOC, MOC! Pô querer, é bom d+ sô!

Vinicius “Vinição” Wilson mandando Exposição Animal (8b/c), Setor Fazendinha, Montes Claros, MG.

Quando eu era criança, o meu pai sempre falava que o Brasil, diferentemente do Japão, era um país muito grande. E foi exatamente essa a sensação que tive ao chegar em Montes Claros (MG), ou Moc para os mais íntimos. Para quem nunca ouviu falar, como eu que não sabia nada a respeito até alguns dias atrás, Moc é uma das principais cidades do norte de Minas com aproximadamente 450 mil habitantes. E pasmem, tem escalada e de boa qualidade! E para divulgar um pouco mais os calcários do norte de Minas, aconteceu nesse feriadão de Páscoa o 2o Festival de Escalada do Norte de Minas.

Para ninguém se perder no calor… Setor sugestivo!

Luca-xxxxx no movimento crux da via “Se quebrar tem Sika” (8b/c), Setor Lado Negro, Urubus, Montes Claros, MG.

Tudo começou na 6a feira com toda a galera se encontrando no Setor dos Urubus. Esse é um setor bem recente (tem uns 8 meses) e conta com umas 40 vias de 4a a 9o grau de dificuldade divididos em 3 setores, Zion, Lado Negro e Malandros. O setor Zion fica literalmente num buraco. Se o caboclo não prestar atenção, passa batido pela entrada do buraco e continua caminhado pelo cerrado sob um sol castigante… Já o Lado Negro é mais fácil de visualizar, o setor é um pequeno anfiteatro que lembra muito a Lapinha. As vias são bem negativas, mas quando o sujeito começa a tomar gosto pela coisa e os ante-braços começam a tijolar, a via acaba… E fica com aquela sensação de quero mais!

Parece um lugar quente? É mais do que se imagina, ou se vê!

Mas também chove de vez em quando…

E o suficiente para entrar água nas barracas, molhar tudo e ainda por cima botar abaixo o palco onde Michael Teló iria tocar! Obrigado São Pedro!

Já no sábado a concentração foi no Setor Viera que segundo a lenda, tem uma caminhada puxada, que na ida é tranquila, mas que na volta o bicho pega e blá, blá, blá… Pois é, eu também não gosto de aproximação longa, mas eu sempre penso: se a galera caminha tanto para chegar lá é porque tem um bom motivo! E dito e feito! O setor é incrível! Na minha opinião o melhor setor de Moc, disparado! E digo mais, tem um 9b/c (ou 9a do Kbeça) que está entre as melhores vias do Brasil. Via ao melhor estilo “melhor idade” (>30 anos) total!!!! Para mim, o setor lembra muito a Gruta de Caxias do Sul (RS).  Esse setor conta com umas 20 vias, todas negativas e bem atléticas! Um prato cheio para bombar os ante-braços!

No terceiro dia, entre mortos e feridos, fomos conhecer a Fazendinha, um setor bem pertinho da cidade e quase sem caminhada. A Fazendinha lembra muito a Lapinha, com seus corredores e anfiteatros. Embora a rocha seja um calcário, como na Lapinha, o calcário da Fazendinha, e de outras áreas da região, é menos laminado, muito mais compacto e fraturado. Lembra um pouco o basalto com seus cantos bem definidos e visualização complicada para escalada à vista.

A Fazendinha tem uma outra peculiaridade bem interessante. Como a maioria das vias ficam em corredores é super fácil subir pela parede oposta para visualizar a linha e fotografar. A parede oposta é tipo uma arquibancada onde é possível de se mover de um lado ao outro de cima para baixo. Um prato cheio para fotografar!!! Não lembro de um outro setor tão barbada para fotografar!!! Passei dois dias sem inspiração para fotografar (dá para ver pela quantidade de fotos…), mas depois que eu vi toda essa barbada, a minha inspiração voltou!!! Ok, estava cansado também…

Se liga na foto!

Luca-xxx mandando Oco (7c), Fazendinha, Montes Claros, MG.

No más, gostaria de parabenizar toda galera de Moc que vem trabalhando duro para desenvolver o esporte na região (Cachaça, Raphastary, Kbelo e CIA) e pela organização do evento. Lembranças também a toda galera (MG, ES e PR) que esteve no evento escalando, suando e tomando chuva na cabeça!

Para ver outras fotos do evento, visite o álbum de fotos da 4 Climb!

E também não deixe de visitar o blog da galera de Moc: http://escaladamoc.blogspot.com.br

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.