O bom filho à casa torna

_DSF9047-Editar-3

As montanhas de Caxixe, Castelo.

Já se passaram quase um ano desde que nós, eu, Afeto e DuNada, finalizamos a via “A última Cartada” na Pedra São Luis em Castelo. Para ler mais sobre a via, clique aqui. Para ler a postagem sobre a investida final, aqui! E para ver o filme que o Afeto editou sobre a conquista, aqui!

E desde o dia que concluímos a via sempre comentávamos que, em breve, voltaríamos à via para escalar ela mais leve, sem o peso do material de conquista, e assim curtir um pouco mais a escalada em si. Afinal de conta, conquistar é uma coisa que não tem nada a ver com escalar. É um outro mundo totalmente diferente!

O tempo passou e as agendas não batiam nunca até que no último final de semana, tudo convergiu para voltar à via ao melhor estilo “fast and light”.

No sábado, chegamos, eu e o Afeto na região de Castelo e de cara nos relembramos da hospitalidade da família Lakini (e não Laquini) que sempre nos ajudou na conquista da via. Chegamos para dar um “oi” e saímos de lá almoçados para a escalada da tarde. Objetivo da tarde? Conquistar uma fendinha ali perto mesmo só para “soltar os músculos”.

_DSF8883-Editar

Preparando os equipes para a aproximação…

A tal fendinha fica na face norte da Pedra São Luis, junto a estrada que leva ao cume da montanha. E tem uma aproximação ridícula de 1m até a base da pedra. Ali abrimos duas vias muito interessantes, a Fissura Atômica (5o) e o Diedro Atômico (5o). O nome é em homenagem as formigas atômicas que ficam na base e picam o segue!

Dentre as duas, a fissura é a mais massa de todas, pois segue por uma fissura de mão perfeita até um platô, onde a via muda de estilo e passa a ficar mais “interessante”. Já o diedro é um prêmio ao estilo, “já que está ai, vai você também!”

_DSF8897

Provando a via “Diedro Atômico” (5o). Foto: Caio Afeto.

_DSF8930-2

Pedra São Luis de um outro ângulo, face sul.

_DSF8919

Pôr do sol nas montanhas de Castelo, garantia de um belo espetáculo.

2015.04.13_Sao_Luis_fendas

Fissura Atômica – 5o – 20m – Essa é a linha mais estética dentre as duas. Começa na parte alto que se acessa subindo um trepa pedra. A fissura frontal é de mão (Camalot #.75-#2) e vai até o platô, dali para cima entra em oposição invertida que vira um diedrinho até chegar num lance (crux) onde é preciso sair de uma fenda para buscar a outra. Depois é só seguir pela oposição invertida até a parada dupla (chapa com 1 argola). Requer: Camalot 2x #.5 – #2 e um Camalot #3. Beta: reserve um #1 para o crux.

Diedro Atômico – 5o – 20m – Essa fenda segue pelo diedro óbvio até se juntar com a Fissura Atômica no platô e segue até a parada. No trecho do diedro cabem Camalot #0.75 – #5 (importante).

Ponto de atenção: Nas duas vias, o crux é comum. Nesse lance é preciso saber proteger bem o lance, pois em caso de queda, o guia poderá bater no bico do platô que fica logo abaixo.


No dia seguinte, a alvorada foi às 5h da manhã. Como sempre, o pessoal da casa deixou uma café da manhã prontinho para nós na noite anterior. Que luxo! Tomamos um café da manhã sonolento e partimos rumo à pedra, ainda no escuro.

Às 6h em ponto, começamos a escalada, dessa vez levando restritamente o necessário! Para ganhar tempo, tocamos a 1a e a 2a enfiada à francesa.  O nosso objetivo era escalar a 6a e a 7a enfiada ainda na sombra. Como essas duas enfiadas são bem durinhas, o ideal é manda-las na sombra e com vento gelado da manhã (fica a dica).

_DSF8947-2

5h 42 min – Quase no final da aproximação!

_DSF8959

7h 10min. – 4a enfiada! Don’t stop!

DCIM100GOPRO

7h 30 min – Na 5a enfiada, após 1h e 30 de escalada. A única enfiada totalmente em móvel da via. Foto: Caio Afeto.

Seguimos num bom ritmo até a P5. Conseguimos escalar a 6a enfiada ainda na sombra e parte da 7a já com um pouco de sol, mas nada demais. E por volta das 9h chegamos na P7, finalizando o trecho mais duro de toda a via. E agora, dali para cima seria só alegria.

De quebra, o Afeto ainda arrumou tempo para isolar todos os lances do trecho em A1 da nona enfiada com corda de cima. E as 11h e 11min, finalmente batemos na P12 após 5h e 11 minutos de escalada.

DCIM100GOPRO

Na 6a enfiada. Primeira enfiada crux de 7o da via. E o sol quase chegando na pedra!

_DSF8986

9h 10min. – Finalizando a 2a enfiada de 7o e chegando na P7.

_DSF9011

10h 20min – Afeto chegando na P9 após isolar todos os movimentos do A1.

_DSF9013

10h 40min. – Deixa para mim a enfiada do salpicado! 11a enfiada!

DCIM100GOPRO

11h 11 min! Cume! Após 5h e 11min, uma sombra para descansar!

_DSF9019

Livro de cume! Após quase 1 ano, de volta ao mesmo lugar, mas dessa vez mais “fast and light”!

Fizemos uma pequena pausa para o lanche e ficamos esperando uma carona que não apareceu. Então o jeito foi botar as canelas pra correr e encarar os 4km de caminhada para descer os quase 800m de desnível até a base da via. No caminho de volta ainda sobrou tempo para planejar a próxima volta à via, dessa vez para liberar de vez o trecho em A1.

_DSF9027

Carona, alguém viu a carona? Caminhada de 4km para descer quase 800m de desnível!

Ah, nem preciso dizer que, ao chegarmos na casa dos Lakinis, fomos recebidos com um belo almoço de domingo e ainda arrumamos um tempo para tirar uma cesta.

Foi um final de semana repleto de recordações e boas energias. Nossos sinceros agradecimentos, mais uma vez, à família Lakini que sempre nos recebe com muita alegria e simpatia como se fôssemos da família. Com certeza, parte da graça de escalar essa via está em poder conviver um pouco com essa família e dar algumas gargalhadas! Agradecimento também ao Afeto que finalizou esse ciclo em grande estilo e que agora está indo em busca de novos projetos! Acho que foi um fechamento em grande estilo! Valeu, Fly Monkey!

Postagens relacionadas

Comentários

2 respostas

  1. Uma vez escalador sempre escalador, não tem como deixar de gostar por mais “roubada” que seja essas trips, está em contato com as montanhas, vivenciar por do sol, nascer do sol na companhia de amigos que seguram a sua vida por uma corda e conhecer os locais de um modo tão próximo é algo que me completa, obrigado principalmente aos meus amigos Naoki e DuNada por estes tantos momentos!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.