Roma em 17 fotos

Depois de umas 3h, finalmente baixei as fotos das férias! Foram 6 cartões de 4GB cada, totalizando aproximadamente 1750 fotos!!! Dessas, umas 800 são de minha autoria, mais umas 700 da Paula e mais umas 250 do Andres.

Gerenciar tudo isso, filtrar, catalogar e separar as melhores fotos, deu algumas horas de trampo… Mas agora está tudo sob controle, já separei as minhas 80 melhores fotos da trip. Sim, de 800 fotos se salvaram só 80… Não que as outras não estejam boas, mas não ficaram TOP TOP, sabe?

Enfim, estatisticamente falando isso dá um aproveitamento de 10%… Baixo rendimento? Não sei… Mas está na minha média… Sem contar que depois que comecei a fotografar com a nova D90 o meu dedo ficou um pouco mais pesado. Acho que foi a emoção de usar o brinquedo novo.

Para não fazer uma mega-galeria com as 80 fotos, vou dividi-la em 3 grupos/temas: Roma, Firenze/Veneza e Arco.

Fotografar em Roma é bem complicadinho. Primeiro porque parece que o mundo inteiro resolveu visitar Roma em setembro. Mesmo sendo “baixa” temporada, tudo, mas absolutamente tudo estava cheio. Museu, restaurante, loja, banheiro, tudo!!! Como fazer toda essa gente sumir das fotos? Como fotografar a Fotana di Trevi sem todo aquele povo disputando cada metro quadrado a tapas?  Como fotografar o majestoso Coliseu sem aqueles milhões de chineses na tua frente? Praticamente impossível.

Um segundo fator é que a Itália é o país mais visitado da Europa e talvez do mundo. E por consequência, o mais fotografado também. Não há um metro quadrado que não tenha sido fotografado. Basta dar uma olhada no Flickr para ver a quantidade de fotos-clichês… Conseguir uma foto boa e que não seja clichê é bem complicado, exige talento e um olhar apurado (coisa que preciso melhorar ainda…).

O turismo em massa em Roma é impressionante a ponto de virar uma atração. Às vezes parava tudo que estava fazendo e ficava só analisando as pessoas em volta. Bando de chineses andando em grupo de um lado para outro seguindo um guia com um guarda-chuva erguido. Pessoas entrando nos museus e fotografando qualquer coisa a sua frente sem mesmo saber o que estava fotografando. Parecia que as pessoas estavam mais preocupadas em fotografar do que entender a história por trás de cada estátua, busto, quadro, pintura… Lamentável… Também tinham os gringos hi-tech que não sabiam onde gastar $ e andavam com duas full-frames no pescoço, cada uma com uma objetiva mais cara que a outra. Quanto exagero… E aquelas pessoas que insistiam em fotografar em lugares proibidos? Coitados, não sabem ler ou entender uma placa… Tudo para ter uma foto do Davi de Michellangelo que com certeza ficou horrível porque fez às pressas…

Vendo tudo isso, às vezes dava vontade de guardar toda a minha tralha na mochila e sair do lugar… Mas mesmo assim, Roma ainda é Roma, um lugar incrível, cheio de história, vida e cultura!

Vamos às fotos! Para acessar a galeria, clique aqui!

TAGS:

Este post tem um comentário

  1. Cara, a porcentagem de aproveitamento nao conta mais depois que tu postou essas fotos…
    SUPER!!!!!!
    Abraço,
    Andres

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu