O dia do caçador – Falésia do Cavalinho

dsc_0064-1

Terça-feira, 19h, o toca o celular:

– Alô!
– Naoki? É o Alex de Colatina, Tudo bem?
– Faaaaaaaaala, Alex! Beleza? Que mandas?
– Cara, achamos uma falésia muito legal entre as cidades de João Neiva e Colatina. Vale muito a pena dar uma caida lá!
– Caraca, então estaremos caindo para ai no sábado cedinho para ver qual é dessa pedra!!!
– Beleza, estaremos lá também!

E assim, a semana começou bem por aqui. Depois desse telefonema, vi novamente uma luz no fim do túnel (Se você der uma lida nos últimos posts vai saber do meu drama…). Ainda na semana recebi as fotos dessa falésia via MSN e deu para ver que o lugar tinha boas chances. Motivação a mil!

No sábado pela manhã, caímos eu e o Afeto para ver ao vivo e a cores a tal falésia. O local fica em Cavalinho, distrito de João Neiva, uns 90km de Vitória (1h10min).

Chegando na falésia, como manda a boa educação, conversamos com os proprietários das terras (Fazenda do Canto) e pedimos autorização para escalar as pedras (e não rappel). Por sinal, o pessoal da fazendo é gente finíssima, muito receptivo e acolhedor.

A falésia, apelidada de Falésia do Cavalinho, tem uns 150m de largura por uns 80m de altura. A rocha é a mesma de Viana (Capeta e Estacionamento), porém com menos agarras, e bota menos…

dsc_0111-1

Como a falésia fica num dos lados de um grande vale, há pedra (falésia e bloco) por todos os lados. Acredito que, se bem trabalho, o local tenha grandes chaces para ser uma dos melhores points de escalada do estado!

Nesse final de semana, já saímos furando a pedra (27 chapas batidas) e equipamos 2 linhas. As linhas ficam bem à direita da falésia e têm aproximadamente 25m de extensão. A via da esquerda, ainda sem cadena, chama-se Argento (nome do cavalo do Zorro). O grau deve ficar em torno de um 8b/8c/9a. A depender da estatura do coitado. Quando mais nanico, mais difícil, uma vez que o crux exige uma chamada beeeeeeeeeem longe num reglete horrendo.

A outra linha é mais escrota ainda. Essa sim dever quebrar a barreira do nono. A via transcorre por um diedro cego e o primeiro crux (não isolado) é a la Yosemite e o segundo crux, laaaaaaaaaa em riba, perto da parada, a la Buoux. Ah, o nome dessa linha ficou como Pegasus. Perceberam? Falésia do Cavalinho, Argento, Pegasus???

Vale lembrar que as vias foram protegidas com chapeletas homologadas (Fixe) e chumbadores de 3/8 por 3 pol. As paradas estão duplicadas com malhas e mosquetões (Favor não leva-los de souvenir)

Abraço para a galera de esteve lá no final de semana dando uma força: Alex, Sandra, Breno, Fred.

No blog do Afeto há uma post contando em detalhes as nossas peripeças!

Segue o croqui do setor:

cavalinho_r1_c1

01 – Pegasus
02 – Argento

dsc_0005-1

Estudando uma linha.

dsc_0081-3

Você é um animal quando….

Este post tem 4 comentários

  1. Cara esta foto do Afeto ta de mais, não consigo olhar pra ela sem rir, vai demorar um tempão pra consigor olhar ela sem lembrar do ocorrido, parabéns,e obrigado por tudo que vc tem feito pela escalada capixaba.

  2. Fala Naoki o afeto ta fugindo do que ..enxame de abelhas ..heheheh,,,o o point ta irado né,,se rolar mais vias ta como voce falou pelo que se percebe o potencial do local é muito grande…..parabens ao pessoal dda região que descobriram esse point ……

    Abraço do Sul

  3. Nada, o animal queria passar p o outro lado sem se molhar, mas nao foi feliz….

  4. Cara véi!
    150mts por 80???
    Grandinha essa hein!?
    Só não esqueçam de abrir uns 6º pra galera mais devagar… hehehe…

    Farô!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu