Entardecer.

Ontem rolou a primeira escalada do ano, já que na semana passada passei mal e não consegui escalar… A primeira escalada do ano sempre é muito importante para mim. Questão de superstição… Inclusive, por isso, resolvi deixar registrado aqui.

E nada como começar o ano em Calogi que é um lugar que gosto de ir bastante. Considerando os últimos dias de calor, domingo foi bem atípico com bastante nebulosidade e boas rajadas de vento à tarde. Teve até uma dupla, Sarah e Baldin, repetindo a via “Quebra Coco” neste dia.

Da nossa parte, eu estava “inspirado” e me senti bem escalando. Fui para lá com planos para escalar umas 4 vias, mas no fim escalei 7. Outro fato legal é que entrei pela primeira vez no projeto “Trem da Morte Súbita” que é uma extensão da “Trem da Morte (7c). Essa linha foi equipada em 2012, assim que Felipe e eu voltamos da Espanha e mas nunca entramos nela porque precisava reforçar uma agarra-chave. Como parte das resoluções para 2019, comprei um Araudite na semana e fui lá fazer o que deveria ter feito há 6 anos… Agora é esperar a cola secar e voltar para mandar o projeto! Pelos meus cálculos, a via completa ficará com uns 45m de extensão e exigindo umas 20 costuras.

Meus amigos

Já o Afeto “mandou” a nova versão da via Transiberiana (9a) que ficou com mais uma agarra-chave a menos. Em menos de dois meses, duas agarras importantes voaram e agora a via ficou um pouco mais dura. Diria que agora há um pré-crux de “mordida” na via…

O Eric deu um “wazari” no sogro e foi escalar somente pela manhã e de quebra começou a malhar um projeto em móvel. Pelo visto ele também está com más intenções para 2019. 

Falando em projetos, a Jana entrou novamente na “Agulha” (8a) para tentar a cadena, mas ficou para próxima entrada. O que ela ainda não tem de experiência, tem de motivação. Com certeza, na próxima sai! 

O Felipe foi fazer uns boulders no dia anterior, arrebentou os dedos e ficou de “chico Gri-gri”….

Também foi muito legal ver o casal “Tesouro” e “Tesourinho” dando as caras na pedra para fazer uma pré-temporada. A dupla já faz parte do folclore da escalada capixaba, umas figuras…

Provando a “nova” Transiberiana (9a). Foto: Caio Afeto.

É isso, que todas as escaladas de 2019 sejam como as de ontem! 

Aproveito para listar abaixo alguns croquis que foram atualizados no banco de dados:

RS

Behne – correção de erro e nova arte;

Noel Rocks – correção de erro e novos croquis;

Cascata dos Marins – Atualização das vias.

ES

Pico 17 de Julho – Atualização das vias e nova arte;

Morro do Moreno – Atualização das vias.

TAGS:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.