Top 10 vias em móvel do Espírito Santo

  • Equipo não é problema!

Em 2013 fiz a lista das melhores vias esportivas do Espírito Santo, a lista está aqui!

Dois anos depois, fiz outra lista, desta vez das tradicionais, a lista está aqui!

E agora, trago outra lista, a lista das melhores vias em móvel do Espírito Santo.

Vale ressaltar que todas as listas, possuem um problema de viés amostral, pois só consigo avaliar as vias que eu já escalei. Segundo consta nos meus registros, eu escalei apenas 1/3 de todas as vias que existem no Estado, dentro de um Universo de aproximadamente 900 vias (esportivas e tradicionais).

Vamos à lista!

1-Mimosa do 52 (7c)

Essa via fica no km 52 da BR-262 na cidade de Marechal Floriano. A via consiste em um grande diedro de aproximadamente 30m protegida em móvel com apenas 2 grampos na seção final onde o diedro fica cego. A via possui uma saída tensa numa mescla de pressão e dificuldade de proteger até chegar num platô. Depois, a linha segue em arco até o crux, onde a fenda fica cega. Infelizmente, só há essa via nesta parede e por vezes encontra-se molhada, principalmente na seção crux.

Leia mais aqui!

Caio Afeto na 1a repetição da via.

2-Demolidor (V)

Via clássica do Morro do Moreno em Vila Velha, só não é a mais repetida porque exige material móvel. A via fica no setor da Barriga e tem aproximadamente 25m de extensão. O crux fica no início onde o diedro fica mais vertical e cade peças pequenas, depois a linha segue em puro desfrute.

Leia mais aqui!

Via Demolidor (Vo), Morro do Moreno, Vila Velha

3-Santa Genoveva (7c)

Uma das poucas vias em móvel do Calogi que mantém o mesmo estilo das outras vias do setor. O crux da via não é protegido em móvel, mas sim num lance de face, antes de acessar a fenda. A parte móvel é bem tranquila e vertical. Um clássico no meio do mar de regletes.

Leia mais aqui!

Lissandro na via “Genoveva”, Calogi (ES).

4-Inconciente Coletivo (7c)

Essa via é disparada a melhor via em fenda quase frontal do Estado. Começa em fenda de dedo e progressivamente vai aumentando de tamanho até virar uma fenda de mão. Não possui um crux bem definido, mas o que mina é a continuidade em terreno vertical. A via possui 70m de extensão, mas só a primeira enfiada de 40m foi encadenada.

Leia mais aqui!

5-Fio Dental (V)

Outra via de fenda frontal que fica no “Dente” da Pedra Paulista. Diferentemente da anterior, a pedra é bem menos inclinada e proporciona uma escalada bem agradável. A via possui duas enfiadas, mas o filé é a 1a enfiada com quase 40m de extensão.

Leia mais aqui!

Gillan na 1a enfiada da via “Fio Dental”.

6-Garganta Seca (7b)

Essa via está localizada no pontão principal dos Três Pontões de Afonso Cláudio e de todas as vias da lista, é a que tem o acesso mais complicado. Para acessar a fenda é preciso escalar 2 enfiadas mais um trepa-mato até a base do Dedinho. A via, em combinação com a Garganta profunda, leva ao cume da pedra. A seção com fenda possui duas enfiadas, sendo a segunda, o filé mignion. A enfiada começa com um lance de boulder graduado em 7b e depois a linha segue pelo mesmo sistema de fendas até a parada.

Leia mais aqui!

Eric Penedo nos Três Pontões de Afonso Cláudio, ES.

7-Terra Prometida (VI)

Localizado na parte esquerda do grande arco de rocha que forma a Parede do Penedo em Itarana, essa linha chama a atenção pela verticalidade constante e pela consistência da escalada. É uma típica escalada em móvel em terreno de aventura com uma boa pitada de esportividade com enfiadas exigentes. Infelizmente, em alguns trechos, há muita terra solta que deixa a escalada mais “emocionante”.

Leia mais aqui!

Afeto repetindo a 3a enfiada da via.

8-Onde os Amigos têm Vez (V)

Uma das poucas vias dominantemente em móvel de Pancas. Essa via transcorre quase que paralelamente à via “Onde os Fracos tem vez” na Pedra do Córrego. A via é um misto de vários estilos de escalada, desde fissura de dedo à chaminé, sendo o crux , uma enfiada em arco, já na seção final.

Leia mais aqui!

Terceira enfiada.

9-Fissura das Deusas (V)

Outra via em móvel bem interessante em Pancas. O grande diferencial desta via fica por conta da segunda enfiada que segue por um sistema de fissura frontal toda protegida em móvel. Além dessa enfiada, ainda há um extra na última enfiada que transcorre por outra fissura numa parede vertical.

Leia mais aqui!

3a enfiada da via “Fissura das Deusas”. Foto: Sequinho.

10-Última Página (7?)

Essa via é dividida em duas partes em distintas. A primeira enfiada transcorre por uma longa seção de aderência com um lance em boulder no final. Já a segunda metade transcorre por um diedro levemente fechado e recumbente. Esta enfiada ainda não foi encadenada, mas o grau sugerido é um sétimo grau. Devido a constância da fenda, requer várias peças repetidas e uma boa dose de entalamento.

Leia mais sobre a via aqui!

Descendo a via após os trabalhos.

Postagens relacionadas

Comentários

5 respostas

  1. Massaa Naoki san! Mas acho que a “Guano nos Olhos dos Outros é Refresco” (no Calogi, para o leitor desavisado) é uma verdadeira gema e merece o top10 😉
    Abs!

  2. Vai ter que fazer a lista dos boulders agora, irado japa estamos no paraíso com tantas opções!!!

  3. Já decotou a Inconsciente? kkkk
    Se a Bandeira Vermelha fosse mais longa estaria na lista…
    Temos que voltar na Ultima Página!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.